Aedes na Mira abre inscrições para a nova onda de cursos

 em General, Saúde

Profissionais de saúde de todo o Brasil, que atuam no Sistema Único de Saúde, o SUS, já podem se inscrever na segunda onda do projeto Aedes na Mira, que tem como objetivo a capacitação para o enfrentamento das epidemias cíclicas de arboviroses (doenças transmitidas pelos arbovírus, como dengue, zika e chikungunya), e no combate ao seu vetor, o Aedes aegypt. A participação é gratuita.

Desenvolvidos pelo IPADS na perspectiva de promover a integração entre a Vigilância em Saúde e a Atenção Básica, os cursos têm duração de cerca de três meses, sendo que a primeira onda de capacitação foi realizada no ano passado. Para 2019, duas novas turmas estão sendo montadas. Para a primeira turma, os cursos terão início no dia 4 de fevereiro e se estenderão até 12 de maio de 2019. Para a segunda turma, o período é de 11 de março a 9 de junho, mas as inscrições também já podem ser feitas.

São cursos voltados a níveis distintos de formação e de atuação profissional: gestores, profissionais de nível superior e profissionais de nível médio e fundamental, com carga horária de 40 horas cada um. Por ser disponibilizada em plataforma EAD, a capacitação tem a vantagem de permitir ao aluno a programação individual dos períodos em que se dedicará ao aprendizado, de acordo com sua rotina e no tempo estipulado para o curso.

O Aedes na Mira oferece ainda o suporte de tutores formados em cursos presenciais do Ipads para acompanhar as atividades dos alunos, rever assuntos tratados nos cursos e tirar dúvidas, entre outras tarefas.

O Aedes na Mira é um projeto do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), em parceria com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS). A execução dos trabalhos envolve, além do Ipads, a parceria com a Associação Brasileira de Profissionais de Entomologia de Campo (ProEpi).

Os cursos

Aspectos clínicos e manejo da dengue, zika, chikungunya e febre amarela, formas de combate ao Aedes, organização da rede, planejamento e estratégias de comunicação e de mobilização social estão entre os temas do Aedes na Mira, que sob o título  INTEGRAÇÃO DA VIGILÂNCIA EM SAÚDE E ATENÇÃO BÁSICA COM FOCO NO ENFRENTAMENTO DAS ARBOVIROSES, foi divido em três módulos:

Capacitação de gestores

Podem participar deste módulo os secretários municipais, diretores e coordenadores de departamentos, programas e projetos. O objetivo é capacitar e fornecer as ferramentas necessárias para que o gestor possa elaborar e gerenciar seu plano municipal de prevenção e controle das arboviroses, de forma a reduzir o impacto dessas doenças sobre a saúde da população. Organização da rede de saúde, integração de equipes, setores e secretarias, padronização de insumos e equipamentos, mecanismos de financiamento e atribuições dos diferentes entes federativos, mecanismos de avaliação e monitoramento das ações estão entre os temas abordados.

Capacitação de profissionais de Nível Superior

Oferece informações e ferramentas que objetivam desenvolver competências em atividades de assistência, vigilância e controle de arboviroses. Comunicação em saúde no controle das arboviroses, classificação do risco e protocolo da enfermagem e organização da UBS em situação de epidemia, entre outros assuntos, fazem parte destes módulos.

Capacitação para profissionais de níveis Médio e Fundamental

Envolve ações de assistência, vigilância epidemiológica, formas de controle do vetor, educação em saúde e mobilização social, de acordo com a  responsabilidade profissional e técnica do aluno. O módulo trata ainda das atribuições dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e dos Agentes de Controle de Endemias (ACE).

Mais informações:

https://ipads.org.br/projeto-aedes-na-mira/

https://projetoaedesnamira.com.br/

 

Inscrições: 

http://ead.ipads.org.br/

 

Publicações recomendadas