Cidadania Jovem chega a Demerval Lobão, no Piauí

 em General

A segunda cidade a receber o projeto Cidadania Jovem foi Demerval Lobão, na região metropolitana de Teresina, no Piauí. No último final de semana, 29 e 30 de março, a equipe pedagógica do projeto realizou, na Câmara de Vereadores, a capacitação dos interessados em conduzir as oficinas com os adolescentes. A primeira capacitação foi nos dias 15 e 16 de março em Pedreira, São Paulo, onde os monitores já se preparam para dar início às atividades.

O clima era de grande expectativa na noite de sexta-feira em Demerval Lobão, onde o projeto foi muito bem recebido. Na abertura dos trabalhos o prefeito Luís Gonzaga de Carvalho Junior falou sobre a importância da capacitação e pediu o empenho de todos os envolvidos. Para ele, a proposta do Cidadania Jovem, de melhorar a saúde e contribuir para a formação integral dos adolescentes, vai de encontro aos objetivos da gestão, voltada ao cuidado com as pessoas.

 

Também estavam presentes os secretários municipais de Saúde, Andréia Cavalcante, e de Infraestrutura, Edivam Matos; o presidente da Câmara, Mavilson Veloso e o vereador Deildo Alves. Na plateia estavam 27 moradores de Demerval Lobão inscritos na capacitação e mais 10 convidados a participar como ouvintes, vindos da capital e das vizinhas Beneditinos, Lagoa do Piauí,  Curralinhos, Capitão Gervásio e Inhumas. Alguns viajaram de ônibus por mais de três horas para conhecer o projeto.

Para começar, as pedagogas Maria Helena Nogueira de Sá e Maria Helena Pereira Dias fizeram a exposição teórica do Cidadania Jovem , seus objetivos e seu desenvolvimento, por meio da educação não formal.  Os participantes se apresentaram, falaram de suas expectativas e, ao longo das 12 horas da capacitação presencial, que se estendeu por todo o sábado, realizaram  várias dinâmicas.

As atividades incluíram discussões sobre como intermediar conflitos, práticas que evidenciaram valores  importantes para o trabalho com os jovens e métodos de trabalho através de projetos, estudos do meio e rodas de conversa.  Ao final, os participantes exercitaram o planejamento das oficinas e apresentaram várias propostas para avaliação das pedagogas.

“Ficamos muito satisfeitas porque todo mundo terminou fazendo um exercício de planejamento do primeiro dia de oficina. Isso deu segurança para eles e para nós também, porque se a primeira oficina fosse hoje, eles já estariam preparados. Então, a capacitação foi bastante produtiva. Eu tenho segurança, sim, que esses monitores vão dar conta de conduzir as oficinas”, diz a pedagoga Maria Helena de Sá.

 

Ela chama a atenção ainda para a receptividade que sentiu em Demerval Lobão: “Foi um tratamento bem familiar, as pessoas estão valorizando muito o projeto  e nos acolheram de uma forma muito bonita, estavam o tempo todo preocupadas com o nosso bem estar. Isso  me tocou bastante”.

A próxima capacitação do Cidadania Jovem será em Cascavel, no Paraná, nos dias 12 e 13 de abril. Na sequência, o trabalho chegará a Rio Preto da Eva, no Amazonas. O quinto município está sendo consultado no estado de Goiás. Só após a capacitação dos monitores são abertas as  inscrições para os adolescentes interessados em participar das oficinas.

O CJ foi desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Apoio ao Desenvolvimento (Ipads), em parceria com a empresa Bayer e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Nos cinco municípios, que representam as cinco regiões brasileiras, o projeto vai beneficiar diretamente 500 jovens. Mas será levado a todo o país ao gerar documentos sobre a Promoção da Saúde de Adolescentes, que serão disponibilizados aos profissionais da rede de Atenção Básica do SUS.

Fotos: Meyre Sousa, assessora de imprensa da Prefeitura Municipal de Demerval Lobão

 

Publicações Recentes